espirais

Apoio PedagógicoApoio Pedagógico

Edições Anteriores

Cadastro

Cadastre-se para receber
mensalmente em seu e-mail.


Família

Família

Aproveite a força de seu núcleo familiar

"O importante não é o que fizeram de nós, senão o que nós fazemos com isso que fizeram de nós."
(Jean-Paul Sartre)

Lembre-se

• Viva o momento

• Valorize sua família

• Aprenda com a prática

• Brinde o amor

Cada vez mais famílias são formadas por mães e pais solteiros, filhos de adultos separados e mais de um casamento. Há uma mistura de papéis desempenhados pelo homem e pela mulher, a vida tem sido mais agitada e são muitas as informações recebidas. Nessas condições, as crianças crescem com os avós, e as instituições de educação tentam se adequar às novas necessidades. Sempre é possível formar um verdadeiro lar quando ele é construído sobre as bases de um amor verdadeiro, de uma comunicação afetiva, de ternura e empatia.

Aprendizagem contínua

A família proporciona ao ser humano sua primeira e mais próxima experiência para crescer no amor, tanto ao recém-nascido quanto aos pais. Todos enfrentam no dia a dia a necessidade de olhar para dentro de si mesmos, conviver com os demais e construir relacionamentos. Permita-se viver as emoções e os sentimentos humanos, aceite-os e reconheça-os. Aprenda com o erro a pedir perdão, a rir de si mesmo, a ser livre, a respeitar, a falar, a sentir, a definir as prioridades da vida, a chorar, a brincar.

Brinde o amor

A família é o lugar propício para que a pessoa aprenda a reconhecer e a satisfazer suas necessidades afetivas, intelectuais e espirituais. É aí que, além de comida e teto, ela encontra afeto, apoio e segurança. A autoestima, essa valorização de si mesmo, aprende-se inicialmente na família, no carinho que se recebe dos pais, no modelo que eles oferecem aos filhos sobre as relações humanas e sobre a própria vida. A família é o lugar indicado para aprender a se amar. A criança que aprende a se gostar cresce com uma estrutura sólida para enfrentar as dificuldades, para encontrar nos problemas uma oportunidade de crescimento pessoal, e com a facilidade imensa para relacionar-se com outros e entregar-se plenamente à vida.

Esqueça-se do espelho

Os filhos não são uma extensão dos pais. São pessoas distintas, com seus sentimentos próprios, sonhos e opiniões. Sem dúvida, terão físicos ou gestos parecidos, algo comum da personalidade, mas não será por isso que serão versões em miniatura dos pais. Cada ser humano é único e inconfundível. Não queira ser o pai que idealizava quando era criança, tampouco espere que seus filhos sejam o que você não pôde ser.

Educar e aprender. Um guia prático para crescer em família. n.2. Santiago: Editorial Amereida, 2007. p. 67-68.

Todos os direitos reservados | Desenvolvido pela

Tante